Conhecendo Ilha de Páscua

Por Karina Pires

Rapa Nui é um lugar único e cheio de histórias interessantes. Fui para Ilha de Páscoa com a esperança de encontrar tremendas praias bonitas, como as praias do Tahiti. Infelizmente não as encontrei, mas descobri muitos mistérios que nem no Tahiti eu pude encontrar.

Sua tradição é muito marcante. A Pasquenses ou Rapa Nui são muito alegres e divertidos, prontos para falar sobre o seu passado, as tradições, e contar sobre sua vida. Mesmo assim você debe ter  cuidado ao ser muito amigável com os habitantes da ilha, porque muita bondade pode significar algo mais para eles.

Apesar de ser uma ilha, a Ilha de Páscoa tem apenas duas praias onde você pode deitar, relaxar  e nadar na areia. A mais famosa chama-se Anakena, bela praia, repleta de coqueiros e um Ahu, como eles chamam os altares, com moais falso para tirar fotos.

Para aqueles que não sabem, os moais são «seres mortos em vida», isso significa que eram feitos um moai a cada pessoa que morria e estes eram colocados em um altar olhando de frente para sua tribo. Eles acreditavam que, desta forma a energia dos mortos era transmitida através do moai, para proteger a tribo dos seus inimigos.

A ilha está cheia destes moais, alguns verdadeiros e outros falsos, localizado em lugares diferentes e cada um com sua história. Você pode encontrar moai verdadeiro em Rano Raraku (onde os moais foram feitos), no Ahu Tongariki (onde foram restaurados 15 moais em um altar) em Ahu Akivi (únicos moais verdadeiros que olham para o mar), em Tahai (onde é encontrado o único moai com olhos), em Aka Hanga (onde se encontram os moais destruidos) e em outros lugares recomendados pelos mesmos Rapa Nui.

Além da cultura local, há muitas atividades que você pode fazer na Ilha de Páscoa, como snorkeling, mergulho, passeios a cavalo, caminhadas, andar de quadrimotos e até alugar um carro para passear e explorar a Ilha. Uma recomendação é parar alguns minutos para comer uma tipica empanada de atum no restaurante La tia Berta.

Há varios restaurantes que recomendo em Ilha de Páscoa, como Haka Hanu e o Kanahau. O principal é que em algum deles você prove o atum, peixe típico da Ilha e simplesmente delicioso. Para a noite, eu recomendo o restaurante Te Ra`ai, um pouco mais caro que os outros já citados, mas vale muito a pena. Em Te Ra`ai eles te ensinam muitas palavras e danças Rapa Nui, além dos costumes existentes na Ilha. O jantar é composto por três ambientes e partes: a primeira parte é ao ar livre, onde te ensinam a dança típica e como fazem o curanto. No segundo ambiente é onde é servido o jantar com uma comida caseira saborosa, escutando uma música Rapa Nui ao vivo. Depois da comida te levam a um cenário- show onde contam um pouco da história da Ilha, misturando arte, cultura e dança. Um verdadeiro espetáculo.

A Ilha de Páscoa, mais conhecida como Rapa Nui, é sem dúvida um lugar muito especial. Para visitar a Ilha e aproveitar ao máximo sua viagem a parte mais importante é conhecer a sua história e tradições. É um lugar onde tudo que vê te leva de  volta ao passado e os acontecimentos de há séculos atrás, imaginando as brigas e competências que lá ocorreram. É realmente um destino encantador e vale a pena conhecer. Tenho certeza de que é um lugar iniguavével, e que você não encontrará em outras partes do mundo.