Hotel Rio Serrano: Uma porta as Torres del Paine

Nossa executiva de vendas, Claudia Rivera, conta-nos sua experiência no maravilhoso Hotel Rio Serrano na porta sul do Parque Nacional Torres de Paine em plena a Patagônia Chilena.

Em março de 2011 tive a oportunidade de ficar no Hotel Rio Serrano, localizado na entrada sul do Parque Nacional Torres de Paine , e foi nomeado assim pelo Rio Serrano, que desemboca no Seno Ultima Esperanza. Tem uma localização privilegiada, cercado por belas paisagens naturais e uma vista espetacular do Macizo Paine.

El hotel se caracteriza por sus amplios especios comunes, donde puedes disfrutar de la hermosa vista hacia las torres, sentarte en un sofá y leer un libro, o tomar un trago escuchando el intenso viento de la Patagonia. La decoración es rústica y cálida, utilizando como materiales principales la madera y la piedra. Las habitaciones son espaciosas y confortables, destacando la vista de las habitaciones Macizo Paine (con vista a las Torres), mientras que por otra parte están las habitaciones Monte Balmaceda, que tienen vista al monte del mismo nombre.

O hotel é conhecido por seus amplos espaços comuns onde você pode desfrutar de sua bela vista das Torres, sentado em um sofá leendo  um livro, tomando uma bebida ou ouvindo o vento intenso da Patagônia. A decoração é rústica e aconchegante, usando como principais materiais; a madeira e a pedra. Os quartos são espaçosos e confortáveis, enfatizando a vista do Macizo Paine (com vista para as Torres). Do outro lado estão as acomodações Monte Balmaceda e teem vista para o monte do mesmo nome.

Depois de um longo dia de excursões, o ponto de encontro é o bar Dickson, com música ao vivo, TV (a única, porque não há televisão nos quartos) e, claro, um cardápio variado de bebidas e  lanches para desfrutar. Lá, os passageiros se reúnem para discutir as atividades do dia acompanhado de um bom menú, perfeito para repor as energias.

Algo que eu destacaria é a grande vontade que a equipe que trabalha lá demonstra aos passageiros. Os guias que estão no comando das excursões são jovens que gostam da natureza e passam essa motivação para aqueles que acompanhá-los.

No meu caso eu fiz o Trekking “Salto Grande-Mirador Cuernos” e gostei muito, considerando que eu não sou muito boa para caminhar. Fomos com uma família, incluindo um garotinho de 5 anos que resistiu super bem, embora o clima estava nublado e chuva em alguns lugares. No final do percurso, a van nos esperava com um lanche para repor nossas forças.

Em resumo eu recomendaria este hotel a um passageiro que procura um lugar confortável , sem luxo, e que por um bom preço irá fornecer-te serviços e instalações de grande qualidade.