San Pedro desde o Alto

Por causa do auge mineiro e turístico da região, cidades como Calama, San Pedro e seus arredores parecem a estar cada vez mais próximas e conectadas. Foram construídas novas estradas e pontes para facilitar o acesso a elas sem perturbar sua tranquilidade nem afetar a fisionomia local. Calama já não é mais esse povoado fantasma em pleno deserto, agora está repleta de hotéis, supermercados, bairros residenciais e inúmeros negócios que suprem qualquer tipo de necessidade. Observando a este novo Oasis no deserto, é inevitável se perguntar o que aconteceria se o cobre tivesse o mesmo fim que o salitre, uma vez que tudo em Calama gira em torno desse apreciado material.

Chegando à localidade de San Pedro do Atacama essas emoções tão típicas do deserto começam a ser mais evidentes: a desolação, a imensidão, a claridade refletida por seu céu e suas paisagens, os contrastes, a brisa, a energia, a história e o sal. Tudo isso em um lugar que, a pesar de todo o crescimento vivido, continua mantendo viva 100% de sua essência original, graças a chilenos e estrangeiros que souberam custodiar este lugar no mundo para viver seu próprio sonho. Sem sombra de dúvidas, e graças também a sua temporalidade, San Pedro é hoje a capital do turismo chileno e pode-se dizer com orgulho que está no nível de qualquer destino turístico destacado no mundo.

Ficaram para trás os cortes de luz à uma da manhã, as histórias verídicas de algum conhecido que foi acampar no vale de La Luna e que inclusive tocou seu violão com o monumento natural das Tres Marias como telão de fundo…hoje está tudo muito bem protegido pelo Estado e muito bem custodiado pelas comunidades indígenas locais que vivem em função da agricultura, da extração de lítio desde as entranhas do salar do Atacama ou do agitado turismo.

As pessoas possuem todo tipo de serviço, comércio de primeiro nível a preços altos e férias com grande quantidade e variedade de artesanato local. Durante a noite, a cidade se transforma, mostrando seu lado boêmio com excelentes restaurantes e bares que se integraram à sua oferta de produtos locais como a quínoa, a hierba loca e outros que remontam a tempos antigos dos primeiros povos. Com todo este boom, é emocionante ver que este crescimento foi gerado em um ambiente de muito respeito pelas culturas locais, sua planificação urbana e arquitetura única, tudo isso completamente oposto ao controverso shopping de Chiloé.

A hotelaria cresceu de forma contínua para satisfazer as necessidades dos visitantes: há muitos hostales, bed and breakfast e pensões, além de hotéis cinco estrelas que hoje são capazes de competir com qualquer hotel de categoria mundial. Ganha destaque o Hotel Alto Atacama  que lidera não apenas por seu excelente serviço, mas também por sua localização, a apenas 3 km de distância do povoado e muito próximo ao Pukará de Quitor (um dos monumentos arqueológicos mais interessantes da região). A construção do Alto Atacama  divide espaço com as imponentes montanhas de cor argila que contrastam, por sua vez, com o azul profundo do céu. A profunda tranquilidade do lugar faz com que o visitante mude quase que de imediato seu estado mental e entre na inevitável reflexão e autoexame. Se é que existe uma forma de defini-lo, pode-se dizer que o Alto Atacama é um verdadeiro Oasis dentro de outro Oasis.

Apresenta uma arquitetura bastante harmônica com o ambiente, sua paisagem se compõe de frutos, plantas e flores típicas e sua decoração é intensiva em outros locais. De dia, a constante brisa e as vistas maravilhosas para o vulcão Licancabur e para o vale de Socaire inspiram e convidam a um profundo descanso ao redor de suas piscinas com diferentes temperaturas. Durante a noite, a temperatura cai e as fogueiras dão um toque muito especial para apreciar o manto estrelar sobre os céus mais claros e limpos do planeta. A tênue iluminação ajuda a criar um ambiente íntimo enquanto que aproveitamos a excelente gastronomia e atenção dos funcionários que cuidam de cada detalhe para agradar ao visitante.

Com este cenário, as dores de cabeça momentâneas causadas pela altitude vão diminuindo, o ritmo do coração vai se regularizando e é quando sabemos que já é hora de se aventurar a descobrir outros lugares que as excursões do hotel oferecem.

Como qualquer lugar turístico com alto fluxo de passageiros, San Pedro e seus arredores possuem grande variedade de serviços de ônibus, tours regulares e passeios massivos para todos que vêm conhecer pela primeira vez o lugar. É através desses detalhes que o Alto Atacama consegue se diferenciar: suas excursões são cuidadosamente planejadas e normalmente se mantêm afastadas da massa de visitantes, muitos de seus guias são escaladores experientes e conhecem perfeitamente a região. Há também rotas como “Las Cascadas” que são exclusivas do hotel e durante todas essas experiências nada é feito ao azar.

A 4.200 metros acima do nível do mar, e enquanto curtimos um delicioso almoço em frente à lagoa Miscante, vemos animais como vicuñas, taguas cornudasaves.

Para visitar o hotel e viver essa experiência única no deserto do Atacama, acesse o link.